(19) 3475-7757 tabatex@tabatex.com.br

Mídia Notícias

Confira os destaques da Tabatex na mídia:


Como eliminar a pegajosidade e controlar a umidade nas fibras do algodão

Condicionador de fibras de algodão da Eurotechniker apresenta a solução para o processo de beneficiamento de algodão e seus derivados


No final do ciclo do algodão, a operação de descaroçamento consiste na separação entre fibra e caroço do algodão, sendo uma das primeiras etapas no processamento para transformação do produto in natura, que é necessário para sua valorização. Se não manejado corretamente, pode apresentar pegajosidade nas fibras e para combater esse mal, a umidade deve ser medida assim que o algodão chega em caroço.

Do ponto de vista fisiológico, açúcares, tal como frutose, glicose e sacarose, em concentrações baixa, são encontrados normalmente na fibra do algodão quando madura. O dano consiste na contaminação da fibra do algodão devido a presença de açúcares excretados por diversas pragas sugadoras (pulgões, mosca branca e cochonilha) do algodoeiro sobre os capulhos abertos, no final do ciclo da planta, antes da colheita. 

A doença pode representar um prejuízo grande para o produtor, já que se a indústria classificar o algodão como "pegajoso", ele pode sofrer desvalorização e até ser devolvido. As perdas econômicas aumentam ainda mais à medida que a pluma contaminada entra no processo de fiação, causando queda de eficiência da fábrica e inúmeras paradas para limpeza do maquinário. 

Um lote que apresente umidade de 10% a 12% deve ser beneficiado rapidamente. Quanto maior a umidade, maior o período de armazenamento e em casos de umidades inferiores, é possível armazenar na algodoeira, em galpões ou em fardões protegidos. Como pode haver a presença de contaminação de matérias estranhas de origens variadas (como folhas, fragmentos de cascas e fibras de madeira etc.), no beneficiamento, o algodão em caroço pode ser secado para facilitar sua abertura e limpeza ou umedecido para proteger a fibra.

O teor de umidade presente no algodão, quando ele chega ao descaroçador, é essencial para garantir sua qualidade. Baixas taxas de umidade produzem tipos superiores, mas podem danificar a fibra, acarretando baixo desempenho na fiação. Umidades elevadas preservam melhor a fibra, mas geram tipos inferiores. O desafio consiste em alcançar um intervalo de umidade na fibra entre 6,5% e 8,0%.

Algumas indústrias têxteis realizam testes em amostras de fardos para conhecer o teor de “caramelização” (açucares) de determinado lote, e caso o índice esteja acima do considerado ideal para seu processo produtivo, a pluma é recusada. O ideal é manter o controle da umidade garantindo o período certo de armazenamento e medindo a umidade em vários pontos do fardão, além de utilizar o sistema de secagem quando necessário. Essas correções da umidade do algodão garantem uma maior eficiência nas próximas etapas além de beneficiar a qualidade do produto.

O EURO MEC, Condicionador de Fibras de Algodão da Eurotechniker, apresenta a solução para essa etapa de acabamento da fibra. Desenvolvido como agente de remoção de açúcares, ele atua colaborando no processo de beneficiamento de algodão e seus derivados. Pode ser utilizado em algodão e variantes como Algodão 100%, Fibrilias, Desfibrados, Penteados e Resíduos. Em parâmetros de acompanhamento, podemos ver a evolução com EURO MEC na comparação de eficiência da fibra antes e depois da utilização do produto, gerando um aumento de 2,2% na eficiência de produção na Autocoro e diminuição de 4,1% da quebra total (com uso recuperado).

Vantagens de Uso em Algodão Pluma:

Elimina a “pegajosidade” (açúcar) do algodão 

Colabora com a correção da umidade 

Colabora com a remoção sólidos 

Atua na diminuição do desperdício em até 22% 

Vantagens de Uso em Algodão Fio:

Diminui o índice de pó nos rotores das máquinas Open End 

Melhora o rendimento das máquinas Cardas, Filatório de Anel e Open End 

Recuperação de umidade na fibra

Melhora para processo seguinte 





Cadastre-se